segunda-feira, 30 de abril de 2012

Platão, Aristóteles e suas contribuições para a Educação Atual


Platão

        Platão (Atenas, 348/347 a.C.) foi um filósofo e matemático do período clássico da Grécia Antiga, autor de diversos diálogos filosóficos e fundador da Academia em Atenas, a primeira instituição de educação superior do mundo ocidental. Juntamente com seu mentor, Sócrates, e seu pupilo, Aristóteles, Platão ajudou a construir os alicerces da filosofia natural, da ciência e da filosofia ocidental (Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Plat%C3%A3o).
        O ideal de educação platônico está intrinsecamente ligado à política, pois o conhecimento relaciona-se a submissão do indivíduo à tirania, monarquia, mitologia, oligarquia. Ou seja, os papéis sociais e religiosos estavam definidos, conhecer significava submeter-se a isso. Quando sugere o sentido da Educação como Paidéia (Educação integral – corpo e alma), como um meio de construção de uma república ideal, sedimentada no Bem, no Justo e no Belo, ele dá um caráter muito parecido com o que entendemos por educação hoje. Platão acredita que uma coletividade justa e voltada para o bem nasce de um processo em que os indivíduos são educados para a construção da justiça, embora ela nem sempre seja fácil de ser conceituada, fundamentada ou mesmo justificada pela argumentação. Platão vê, na Justiça, o fundamento pelo qual o Bem pode se configurar.


Aristóteles

        Aristóteles (Atenas, 322 a.C.) foi um filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande. Seus escritos abrangem diversos assuntos, como a física, a metafísica, as leis da poesia e do drama, a música, a lógica, a retórica, o governo, a ética, a biologia e a zoologia. Juntamente com Platão e Sócrates (professor de Platão), Aristóteles é visto como um dos fundadores da filosofia ocidental. Em 343 a.C. torna-se tutor de Alexandre da Macedônia, na época com 13 anos de idade, que será o mais célebre conquistador do mundo antigo. Em 335 a.C. Alexandre assume o trono e Aristóteles volta para Atenas, onde funda o Liceu (lyceum) em 335 a.C. (Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Arist%C3%B3teles).
        A educação, para Aristóteles, é um caminho para a vida pública. Cabe à educação a formação do caráter do aluno. Perseguir a virtude significaria, em todas as atitudes, buscar o “justo meio”. A prudência e a sensatez se encontrariam no meio-termo, ou medida justa – “o que não é demais nem muito pouco”, nas palavras do filósofo.
        Aristóteles não era, como Platão, um crítico da sociedade e da democracia de Atenas. Ao contrário, considerava a família, como se constituía na época, o núcleo inicial da organização das cidades e a primeira instância da educação das crianças. Atribuía, no entanto, aos governantes e aos legisladores o dever de regular e vigiar o funcionamento das famílias para garantir que as crianças crescessem com saúde e obrigações cívicas. Por isso, o Estado deveria também ser o único responsável pelo ensino. Na escola, o princípio do aprendizado seria a imitação. Segundo ele, os bons hábitos se formavam nas crianças pelo exemplo dos adultos. Quanto ao conteúdo dos estudos, Aristóteles via com desconfiança o saber "útil", uma vez que cabia aos escravos exercer a maioria dos ofícios, considerados indignos dos homens livres (Fonte: http://educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/aristoteles-307025.shtml).

        Tanto Platão, quanto Aristóteles influenciaram a Educação Atual, mas a principal contribuição de ambos é crer na educação como a grande mola que pode modificar toda a sociedade, bem como a política, formando homens éticos, sábios e virtuosos. Também é o que esperamos que aconteça por meio de nossa educação.

Um comentário:

  1. "Platão promulgava que a educação tinha o objetivo final de formar moralmente o homem para viver em estado justo. Rejeitava e educação grega praticada pelos sofistas que eram encarregados de transmitir conhecimentos técnicos, principalmente de oratória, para os jovens da elite, que deveriam se tornar aptos para ocupar as funções públicas.Defendia que toda educação era de responsabilidade estatal e, ainda, reivindicava o acesso universal à educação e a mesma instrução para meninos e meninas. Platão defendia essas idéias por ser opositor ao sistema democrático que vigorava em Atenas, principalmente porque ele dava poder a pessoas despreparadas para governar.
    Discípulo de Platão, Aristóteles defendia que a educação é superior às leis e o circulo
    da ciência humana se concentra na educação. Para o filósofo, a virtude deveria ser praticada para que o indivíduo se tornasse virtuoso. Toda educação deve ser pública e direcionada para a virtude."
    http://educacaofisicajundiai.com.br/

    ResponderExcluir